Esporte: Argentina pode ter Copa América mais 'baba' para sair do jejum

Argentina pode ter Copa América mais 'baba' para sair do jejum



Pressionada para encerrar um jejum de títulos que dura 23 anos, a Argentina acabou sendo beneficiada com as eliminações precoces de Brasil, Paraguai e Uruguai ainda na fase de grupos da Copa América Centenário, que acontece nos EUA. A seleção albiceleste pode ter pela frente a edição mais 'baba' pela frente, em relação aos 14 títulos que possui.

Em todas as taças, a Argentina teve de encarar pelo menos um dos três rivais eliminados, em quatro oportunidades jogou contra os três para ser campeão, sendo os uruguaios os maiores algozes da equipe, com dez taças conquistadas sobres os argentinos.

O Brasil, tradicionalmente freguês dos argentinos no torneio, se deu bem nas últimas edições, tendo sido campeão em 2004 e 2007 contra eles.

O último título da seleção de Messi foi obtido na Copa América do Equador, em 1993, quando a equipe de Batistuta e Simeone eliminou o Brasil nas quartas. Dois anos antes, ficou com a taça ao jogar com o Paraguai na fase de grupos e com o Brasil no quadrangular final.

Os times que estarão nas quartas de final do torneio dos EUA são: Colômbia, Estados Unidos, Peru, Equador, México e Venezuela, além da Argentina.

A última vaga será definida nesta terça-feira e será justamente no grupo da Argentina, o D. O Chile encara o Panamá, na Filadelfia, precisando de um empate para avançar. A equipe albiceleste cumprirá tabela contra a Bolívia, em Seattle, às 22h (de Brasília).

Assim, o Chile pode ser a única seleção 'tradicional' no caminho da Argentina. Sendo que a equipe de Vidal foi campeã no ano passado justamente contra a equipe de Messi.

VEJA COM QUEM A ARGENTINA JOGOU QUANDO FOI CAMPEÃ

1921 (pontos corridos) - Brasil, Paraguai e Uruguai
1925 (pontos corridos) - Paraguai e Brasil (duas vezes contra cada um)
1927 (pontos corridos) - Bolívia, Uruguai e Peru
1929 (pontos corridos) - Peru, Paraguai e Uruguai
1937 (pontos corridos) - Chile, Paraguai, Peru, Uruguai e Brasil (duas vezes)
1941 (pontos corridos) - Peru, Equador, Uruguai e Chile
1945 (pontos corridos) - Bolívia, Equador, Colômbia, Chile, Brasil e Uruguai
1946 (pontos corridos) - Paraguai, Bolívia, Chile, Uruguai e Brasil
1947 (pontos corridos) - Paraguai, Bolívia, Peru, Chile, Colômbia, Equador e Uruguai
1955 (pontos corridos) - Paraguai, Equador, Peru, Uruguai e Chile
1957 (pontos corridos) - Colômbia, Equador, Uruguai, Chile, Brasil e Peru
1959 (pontos corridos) - Chile, Bolívia, Peru, Paraguai, Uruguai e Brasil
1991 - Chile, Paraguai, Peru e Venezuela (grupos). Brasil, Chile e Colômbia (quadrangular final)
1993 - Colômbia, México e Bolívia (grupos). Brasil (quartas), Colômbia (semi) e México (final)

FICHA TÉCNICA:
ARGENTINA X BOLÍVIA


Local: Estádio Centurylink Fiedl, em Seattle (Estados Unidos)
Data: 14 de junho de 2016 (Terça-feira)
Horário: 23 horas (de Brasília)
Árbitro: Victor Carrillo (Peru)
Assistentes: Jorge Yupanqui (Peru) e Coty Carrera (Peru)

ARGENTINA: Sergio Romero, Gabriel Mercado, Ramiro Funes Mori, Nicolás Otamendi e Marcos Rojo; Javier Mascherano, Augusto Fernández, Éver Banega e Ángel Dí Maria; Lionel Messi e Gonzalo Higuaín. Técnico: Gerardo Martino

BOLÍVIA: Carlos Lampe, Mario Saavedra, Ronald Eguino, Edward Zenteno e Nelson Cabrera; Luis Gutiérrez, Martín Smedberg, Alejandro Melean e Raúl Castro; Yasmani Duk e Juan Carlos Arce. Técnico: Julio César Baldivieso.

Fonte: MSN
Foto: Getty Images
Página anterior Próxima página