Esporte: Técnico de Portugal olímpico acha difícil trazer CR7, mas é só elogios à geração, e diz: 'Estaremos em casa'

Técnico de Portugal olímpico acha difícil trazer CR7, mas é só elogios à geração, e diz: 'Estaremos em casa'



A seleção portuguesa tem uma geração bem promissora. Diversos jogadores dos 18 aos 23 anos já são importantes em seus clubes e são observados por várias potências europeias. Uma boa oportunidade de provar esse valor será na Olimpíada do Rio de Janeiro. A equipe das quinas se classificou pela quarta vez em sua história, e chega como candidata a uma medalha, o que seria inédita, independente de qual cor ela seja. Na frente de tudo isso está Rui Jorge, ex-jogador de Porto e Sporting, que será o técnico dos lusos no torneio. A má notícia é que há pessimismo pela presença de Cristiano Ronaldo.

- Ainda não definimos exatamente se vamos utilizar os três jogadores acima dos 23 anos, vamos esperar. Mas não acredito na presença de Cristiano Ronaldo - disse Rui Jorge em entrevista exclusiva ao LANCE!, que prefere nem pensar em como seria se o craque do Real Madrid, que já disse que gostaria de estar no Rio, pudesse estar no Rio:

- Não sei. Não estamos pensando nisso. Claro, é um dos melhores do mundo. A sua contribuição seria em qualquer clube ou seleção.

Esta será a quarta participação de Portugal no futebol masculino nos Jogos Olímpicos. A seleção das quinas foi em 1928, 1996 e 2004. O mais longe que ela chegou foi em Atlanta, quando perdeu a semifinal para o Brasil de Ronaldo e Bebeto por 5 a 0 e ficou sem o bronze. Rui Jorge é cauteloso ao falar se o seu time briga por medalha, a tem como meta mostrar a qualidade do projeto.

A seleção portuguesa tem uma geração bem promissora. Diversos jogadores dos 18 aos 23 anos já são importantes em seus clubes e são observados por várias potências europeias. Uma boa oportunidade de provar esse valor será na Olimpíada do Rio de Janeiro. A equipe das quinas se classificou pela quarta vez em sua história, e chega como candidata a uma medalha, o que seria inédita, independente de qual cor ela seja. Na frente de tudo isso está Rui Jorge, ex-jogador de Porto e Sporting, que será o técnico dos lusos no torneio. A má notícia é que há pessimismo pela presença de Cristiano Ronaldo.

- Ainda não definimos exatamente se vamos utilizar os três jogadores acima dos 23 anos, vamos esperar. Mas não acredito na presença de Cristiano Ronaldo - disse Rui Jorge em entrevista exclusiva ao LANCE!, que prefere nem pensar em como seria se o craque do Real Madrid, que já disse que gostaria de estar no Rio, pudesse estar no Rio:

- Não sei. Não estamos pensando nisso. Claro, é um dos melhores do mundo. A sua contribuição seria em qualquer clube ou seleção.

Esta será a quarta participação de Portugal no futebol masculino nos Jogos Olímpicos. A seleção das quinas foi em 1928, 1996 e 2004. O mais longe que ela chegou foi em Atlanta, quando perdeu a semifinal para o Brasil de Ronaldo e Bebeto por 5 a 0 e ficou sem o bronze. Rui Jorge é cauteloso ao falar se o seu time briga por medalha, a tem como meta mostrar a qualidade do projeto.

- Chegamos em condições de continuar o bom trabalho que temos feito. E de mostrar que a equipe conseguiu com a classificação para os Jogos. Demos mostras na Europa que somos fortes, e vamos tentar mostrar isso também em nível mundial na Olimpíada.

Na verdade, a cautela é como um todo. Pelo fato de as seleções terem a limitação da idade, e de nem sempre todos conseguirem que os três acima dos 23 anos sejam liberados, é difícil prever o que vai acontecer e apontar os favoritos. Rui Jorge prefere esperar para falar sobre isso.

- Eu creio que, apesar de historicamente o Brasil nunca conseguiu o título olímpico, e é bastante complicado de conseguir, o fato de jogar em casa eventualmente pode ser algo motivador para a Seleção Brasileira. Agora, não será fácil para ninguém. Nesta altura é muito prematuro falar disso. Inclusive não conhecemos todas as equipes que estarão, não sabemos quem vão levar, são sobre países apenas que estamos falando, e não quem vai representar.

Mas não vão faltar opções a Rui Jorge. Por ser ano de Eurocopa e a seleção principal ser prioridade, alguns jogadores sub-23 que vão ao torneio deverão perder os Jogos. Casos de Raphaël Guerreiro, João Mário, André Gomes, Renato Sanches e Rafa Silva. Por conta disso, será difícil contar com eles.

- Não gerando incompatibilidade em termos de data, pode haver uma sobrecarga, ausência de férias que podemos sujeitá-los. E partindo do princípio que pode ter jogadores com possibilidade de disputar os Jogos Olímpicos e que estarão na seleção principal, claro que há interferência. Mas com certeza teremos jogadores aptos, com vontade de ir, e faremos de tudo para ir bem e nos apresentarmos bem. Mais importante que isso é por ser em uma altura de pré-temporada, e será esse o nosso grande obstáculo.

Entre os que estão em idade olímpica e não estão na Eurocopa, há bons destaques em clubes importantes. Rúben Neves, mesmo com apenas 19 anos, já foi capitão do Porto algumas vezes. Bernardo Silva, 21, é um dos destaques do Monaco. Gonçalo Guedes, 19, foi importante no tri do Benfica.

Iuri Medeiros e Diogo Jota se destacaram intensamente em clubes pequenos, Moreirense e Paços de Ferreira, e vão para grandes na próxima temporada. André Silva foi o craque do Porto B no título da Segunda Divisão, e já tem aparecido no time principal, Ricardo Pereira, emprestado ao Nice pelo Porto, é um dos melhores laterais do Campeonato Francês. Isso entre outros exemplos. O auge dessa equipe foi no ano passado, na bela campanha da Eurocopa Sub-21, perdendo a final para a Suécia, com alguns desses citados.

- Acho que os jogadores que foram referidos, como outros que fizeram parte dessa caminhada, estão em bons clubes, em bons campeonatos, e todos estão mais experientes agora do que antes, há um ano. E serão mais fortes. Portanto, a exemplo destes, outros terão essa capacidade e poderão ajudar Portugal - continuou Rui Jorge, que exaltou ainda Rúben Neves e Renato Sanches, duas jovens sensações portuguesas:

- Todos podem se encaixar nessa equipe. Agora, é evidente que na altura da temporada, de como terminam esta, o fato de jogarem juntos há algum tempo terá o seu impacto. Enquanto falamos de jogadores dessa qualidade, se mantiverem esse nível de atuação, serão jogadores para avaliarmos e entrarem nessa convocação.

Portugal está no Grupo D da Olimpíada. Estreia no dia 4 de agosto no Engenhão contra a Argentina. Depois pega Honduras, também no Estádio Nilton Santos, e fecha sua participação nesta fase em Belo Horizonte, no Mineirão, contra a Argélia.

Fonte: MSN
Foto: Agência AFP
Página anterior Próxima página