Esporte: Técnico revela que Bellucci perde visão e sente tontura durante os jogos

Técnico revela que Bellucci perde visão e sente tontura durante os jogos



Foram duas derrotas muito doloridas, no Rio de Janeiro e em São Paulo, que recolocaram a dúvida nos torcedores brasileiros em cima de Thomaz Bellucci. Conhecido por seus altos e baixos, o tenista teve um desempenho muito aquém do esperado, sobretudo no Aberto do Brasil, e agora soma quatro derrotas consecutivas que o derrubaram do 30º para o 35º lugar no ranking. Porém, o problema parece ser bem maior do que uma simples inconstância do jogador. Seu treinador, João Zwetsch, que o acompanha para a disputa do Masters 1000 de Miami, revelou que Bellucci tem sofrido bastante fisicamente, em um problema que ainda não tem explicação

- O que atrapalha ele nesses jogos, que ele tem essas... A gente nem sabe definir muito ainda como chamar, o que é. Essa questão que ele sente nos jogos, que de repente dá uma desligada legal, algumas dificuldades físicas, ele sente tontura, perde um pouco a visão, umas coisas complicadas que a gente está correndo atrás há um bom tempo já. (...) Isso não é de agora, é algo que vem de muito tempo. O problema é que tem acontecido de forma mais assídua, contínua. Ele sentiu isso na Austrália, contra o Steve Johnson, sentiu no Rio no meio do jogo para o final, de uma maneira muito forte em São Paulo... A dificuldade é não ter achado de fato a raiz do que é. Estamos fazendo todos os exames, fomos no cardiologista, endocrinologista, e estamos fazendo uma análise, uma pesquisa com um bioquímico, que é um cientista, que vai o mais profundo do que se pode fazer. Mas nada de muito importante foi achado até agora - afirmou João Zwetsch.

Ainda sem descobrir a razão e muito menos a cura para seu problema em quadra, Bellucci terá uma motivação a mais para a disputa do torneio em Miami. Recentemente, o jogador se tornou noivo de Gabriela Cabrini, sua namorada há mais de dois anos, e contará com a presença da amada durante a competição.

- Minha namorada está aí, ela sempre vem, já que é um dos torneios mais perto que a gente tem de São Paulo. Por isso torna até um pouco mais especial, alguns amigos vem assistir, minha namorada. Isso tudo gera uma energia positiva, é favorável quando estou dentro de quadra. (...) É noiva. Ela não gosta muito que fale namorada. Vamos casar daqui a pouco, não tem muito o que falar (risos) - confidenciou Bellucci, bastante embaraçado.

João Zwetsch, aliás, fez coro com a importância da presença Gabriela no torneio para dar uma motivação extra a Bellucci. O treinador acredita que o fato de o tenista ser muito "sozinho" por conta das repetidas viagens durante o ano acaba prejudicando o rendimento e o psicológico. Assim, o breve casamento de seu pupilo pode ser um fator de motivação extra na busca por melhores resultados.

- Acho que chega uma hora, anos e anos no circuito, muitas viagens, uma vida meio solitária nesse aspecto. É necessário que o jogador encontre uma pessoa que ele goste, que possa planejar e almejar construir uma coisa juntos. Acho que essa ideia do casamento é legal, vejo com bons olhos. Thomaz é um cara que tem uma afeição muito grande pelas pessoas que o cercam e são próximas a ele. É interessante. Tomara que dê certo e que case rápido (risos) - disse o treinador.

A estreia de Thomaz Bellucci no Masters 1000 de Miami acontece na sexta-feira ou no sábado, em data e horários a serem definidos pela organização. O brasileiro, que é cabeça de chave número 30 do torneio, larga direto da segunda rodada e enfrenta o vencedor do confronto entre o cazaque Mikhail Kukushkin (90º) e o americano Brian Baker (1045º), ex-número 52 do mundo.

Fonte: Globo Esporte
Foto: Ricardo Bufolin/ECP
Página anterior Próxima página