Esporte: Pacotão do clássico: revanche de Arão e duelo entre Guerrero e Rodrigo

Pacotão do clássico: revanche de Arão e duelo entre Guerrero e Rodrigo



Num jogo truncado, repleto de faltas e com muita correria, o duelo entre Guerrero e Rodrigo simbolizou bem o clássico entre Flamengo e Vasco. O atacante peruano e o zagueiro trocaram provocações o tempo inteiro, com direito a beliscão do defensor no peito do rival, que retrucou com uma cotovelada - e escapou de ser expulso. No fim, ficou tudo igual, assim como no placar de Brasília: 1 a 1.

Quites também estão Willian Arão e Andrezinho. No primeiro clássico do ano, o vascaíno deu uma caneta no adversário e tirou onda - lembra da sopa com garfo? Desta vez, o volante rubro-negro foi o algoz: deu belo lençol no rival e saiu jogando com categoria, para delírio da torcida do Flamengo.

BELISCÃO E COTOVELADA
Questionado antes do jogo se conseguiria segurar Guerrero, Rodrigo foi enfático: "Claro que sim." Em campo, o zagueiro cumpriu o que prometeu, com boas doses de provocação. Chegou a beliscar o peito do peruano, que revidou. A situação gerou até uma bronca de Jorginho, que pediu para o defensor "jogar bola, sem briga".

REVANCHE
Será que Willian Arão irá inventar uma expressão para o lençol em Andrezinho? A caneta que recebeu do vascaíno no primeiro clássico virou piada com a famosa "sopa com garfo". Agora, foi a vez de o flamenguista sair por cima com belo drible no adversário.

INACREDITÁVEL
Com o clássico, Guerrero jogou 180 minutos em dois dias - defendeu o Peru na terça-feira, pelas eliminatórias. Talvez, se estivesse mais descansado, não teria perdido gol incrível, quando, na pequena área, chutou fraco e possibilitou ao caído Martín Silva fazer ótima defesa.

CATEGORIA
Julio Cesar fez Gabriel de bobo no fim do primeiro tempo. Num lance isolado pela esquerda, o lateral deu lençol no flamenguista, para delírio da torcida vascaína. Momento de categoria num clássico truncado.

EXPULSO SEM JOGAR
Jomar sequer entrou em campo no clássico, mas foi o único jogador expulso. O defensor recebeu o cartão vermelho após o gol de Riascos. Segundo o árbitro, ele se dirigiu à torcida de forma provocativa.

Fonte: Globo Esporte
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página