Esporte: Fazer gols e parar CR7: a dura missão do Roma para obter milagre em Madri

Fazer gols e parar CR7: a dura missão do Roma para obter milagre em Madri



Missão complicada? No caso do Roma, vai até um pouco além disso. Depois de perder o jogo de ida por 2 a 0 atuando em casa, o time italiano viajou à Espanha para a partida de volta contra o Real Madrid, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O duelo no Santiago Bernabéu começa às 16h45 desta terça-feira (horário de Brasília), e o GloboEsporte.com acompanha todos os detalhes em Tempo Real.

É óbvio que o Roma precisa, acima de tudo, botar a bola na rede pelo menos algumas vezes. Mas não pode partir com tudo para cima. Precisa ter muito cuidado com o ataque do adversário, principalmente com Cristiano Ronaldo. Os números dizem o porquê.

O Roma se apoia em seu ataque, o melhor do Campeonato Italiano (59 gols), mas tem do outro lado um Real Madrid que também tem o melhor ataque do Espanhol (81 gols). Líder da Chuteira de Ouro, Cristiano tem 27 gols. Somados, os três principais artilheiros do Roma têm 26 - Salah (11), Pjanic (9) e Dzeko (6).

A Liga dos Campeões é outro bom exemplo. O impressionante CR7 tem, sozinho, 12 gols nesta edição do torneio - o Real Madrid tem 21 no total -, enquanto a equipe italiana fez 11. Ou seja, o português marcou mais vezes do que todos os jogadores do Roma juntos. Na ida ele já deixou sua marca, e de forma belíssima, com um corte seco seguido de um chutaço certeiro.

Em 335 jogos pelo time merengue, Cristiano Ronaldo marcou 350 gols, média de 1,05 gol por partida. E ainda vem embalado pelos quatro gols que marcou na goleada de 7 a 1 sobre o Celta de Vigo no fim de semana. Ele pode até gerar polêmicas às vezes, como quando criticou recentemente o nível de alguns companheiros, mas em campo ele costuma corresponder.

Para o duelo desta terça-feira, o Real Madrid ganhou alguns "reforços": Kroos, Modric, Bale e Marcelo estão à disposição de Zidane para o time titular. A baixa é Benzema, que ainda não se recuperou de lesão.

Do lado dos visitantes, a expectativa é de time ofensivo para tentar diminuir a vantagem do Real logo no início. Luciano Spalletti deve escalar um quarteto de frente com Salah, Perotti, Dzeko e El Shaarawy. Este último, por sinal, tem sido o destaque desde que chegou e é a grande esperança da torcida: em sete jogos, marcou cinco gols.

Em coletiva de imprensa na véspera do confronto, Spalletti se mostrou ciente de que seu time precisa fazer a partida perfeita se quiser ir às quartas. Zidane, por sua vez, não vai nem pensar em aliviar.

- Não podemos dar espaços a eles, não podemos deixar o campo aberto. Precisamos fazer um grande esforço físico. Não podemos cometer erros. Eu peço ao meu time o impossível - disse Spalletti.

- Temos que ganhar o jogo. Muitos acham que será fácil, mas não será. Será difícil, e temos que jogar bem para ganhar - afirmou Zidane.

Real Madrid e Roma já se enfrentaram uma vez em mata-mata na Liga dos Campeões. E deu Roma. Os italianos venceram duas vezes por 2 a 1 e avançaram às quartas de final na temporada 2007/08. Na fase de grupos eles duelaram seis vezes até hoje, com quatro vitórias dos espanhóis, uma do Roma e um empate.

Veja as prováveis escalações desta terça:
Real Madrid: Navas, Carvajal, Sergio Ramos, Pepe e Marcelo; Kroos (Casemiro), Modric e Isco (James); Bale, Lucas Vázquez e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane.
Roma: Szczesny, Florenzi, Manolas, Zukanovic e Digne; Keita e Pjanic; Salah, Perotti e El Shaarawy; Dzeko. Técnico: Luciano Spalletti.
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)
Assistentes: Paweł Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz (Polônia)

Fonte: Globo Esporte
Foto: A/D
Página anterior Próxima página