Esporte: Corinthians mostra organização e dá opções a Tite na Libertadores

Corinthians mostra organização e dá opções a Tite na Libertadores


O Corinthians entrou em campo com apenas quatro titulares, mas manteve o padrão tático dos últimos jogos. Mais do que isso. Em Ribeirão Preto, venceu o Botafogo por 3 a 1 com uma das melhores atuações neste início de temporada. Na entrevista coletiva após a partida, Tite revelou a satisfação em dar mais um passo no “processo de evolução” proposto pelo técnico.

Sem contar com Rodriguinho e André, suspensos, no duelo contra o Cerro Porteño, na próxima quarta-feira, pela Libertadores, o comandante optou por fazer testes neste domingo. Luciano foi escalado como centroavante e o garoto Maycon ficou encarregado de fazer a transição entre defesa e ataque.

O volante foi um dos destaques do jogo. Com a cabeça erguida, soube cadenciar o jogo quando necessário, mostrou qualidade no passe e apareceu dentro da área adversária para marcar o terceiro gol corintiano. Questionado se Maycon havia cavado uma vaga entre os titulares, Tite frisou: “O jogo fala. O técnico vai avaliar".

Outra grata surpresa foi Balbuena. Seguro em todos os lances, levou vantagem sobre os zagueiros, aproveitando bem a chance dada pelo comandante – ou colocando uma interrogação na cabeça dele: Yago ainda é titular na defesa corintiana?

A organização tática da equipe impediu com o que o Corinthians levasse sustos. Estava fácil neutralizar o Botafogo, que mal conseguia trocar passes no campo de ataque – e não deu trabalho ao goleiro Walter, estreante em 2016.

A segurança na marcação dava confiança aos zagueiros, que também mostraram ser importantes no campo de ataque. Aos 17 minutos do primeiro tempo, Felipe aproveitou a sobra na área do Botafogo, emendou um forte chute e estufou as redes de Neneca. O Timão já estava na frente do placar.

O Corinthians não diminuiu o ritmo. Pelo lado direito, Guilherme e Giovanni Augusto mostravam entrosamento, acionando Edilson quando era necessário. No lado esquerdo, Maycon e Danilo também tinham bom desempenho. Era preciso alguns toques na bola para chegar com clareza ao gol adversário.

Bem com a bola rolando, a equipe de Tite mostrava ainda mais eficiência nas jogadas ensaiadas. Logo aos três minutos do segundo tempo, Uendel fez o cruzamento para o meio da área, Danilo se antecipou aos zagueiros e ampliou a vantagem corintiana.

Sem ser ameaçado, o Corinthians passou a controlar o jogo com tranquilidade. Até então, Neneca estava bem do jogo, impedindo uma derrota para um placar mais elástico. Aos 18 do segundo tempo, porém, falhou.

Após o cruzamento na área, saiu mal do gol, espalmou para o meio da área e a bola ficou livre para Maycon. O garoto chegou em velocidade e teve o trabalho de apenas escorar para o fundo das redes. O lance selava a boa atuação do volante.

A partida estava definida. Tite então passou a fazer alguns testes. Ao colocar Romero no lugar de Luciano, deslocou Danilo para atuar no meio da área. Lucca entrou na vaga de Giovanni Augusto, enquanto Guilherme foi substituído por Alan Mineiro. Em ritmo lento, o Timão esperou o apito final para confirmar a boa vitória e colocar fim em uma sequência de duas derrotas consecutivas.

Nos próximos três dias, Tite terá tempo de rever o desempenho de sua equipe. Neste domingo, preferiu não revelar as considerações que tinha feito sobre a partida, muito menos a escalação que levará a campo no duelo contra o Cerro Porteño. Os próximos três dias serão de dúvidas. Dúvidas boas que todos os técnicos gostariam de ter.

Fonte: Globo Esporte
Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Página anterior Próxima página