Esporte: Anderson minimiza piadas por doping e brinca: "Fui de bombado a broxa"

Anderson minimiza piadas por doping e brinca: "Fui de bombado a broxa"


Um inédito caso de doping após anos de carreira mexeu com Anderson Silva, ex-campeão peso-médio do UFC. O tom de brincadeira ao tratar do assunto, porém, indica que Spider enxerga o episódio como parte do passado.

Em entrevista à imprensa durante a festa de lançamento do UFC 198, em Curitiba, na terça-feira, Spider respondeu com bom humor ao falar das brincadeiras que surgiram na internet após ele afirmar, durante audiência da Comissão Atlética de Nevada, em agosto passado, que teria feito uso de um estimulante sexual que estaria contaminado com substâncias proibidas:

- Eu não tenho problema em falar disso, apesar de ter passado. Eu saí de bombado para broxa muito rápido. Mas, está tudo bem, tudo certo. Se eu tivesse tomado anabolizante, teria voz grossa - declarou o paulista, que volta ao octógono dia 14 de maio, contra Uriah Hall, no evento que acontecerá na Arena da Baixada, na capital paranaense.

Por falar em passado, Anderson Silva não demonstrou sentir muito a ausência do cinturão, que o acompanhou durante anos. A vontade de disputar o título outra vez, no entanto, ainda se faz presente - ainda que ele complete 41 anos de idade em abril.

- Tenho boas e más lembranças, mas não sinto falta, não. Eu fiz coisas que algumas pessoas duvidavam, que achavam impossível. Cheguei ao UFC com 29 ou 30 anos, tinha na minha mente de fazer tudo diferente do que todos haviam feito. E, durante muito tempo, consegui. A idade vai chegando... Mas ainda tenho essa energia, essa vontade. Claro que não posso esquecer da idade, que estarei lutando com atletas mais novos. Meu contrato tem muitas lutas e, se eu me credenciar, acredito que poderei lutar de novo pelo cinturão. Eu me vejo campeão todos os dias.

Anderson - que declarou não ter planos de se aposentar tão cedo - critica ainda o acordo entre UFC e Reebok, lamenta a prisão de Jon Jones, ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate e revela preocupação com a falta de novos talentos do Brasil na organização:

Fonte: Globo Esporte
Foto: Wander Roberto/ UFC
Página anterior Próxima página