Esporte: Brasileiros conhecem rivais na Taça Libertadores; confira os grupos

Brasileiros conhecem rivais na Taça Libertadores; confira os grupos



Os brasileiros não terão vida fácil na Taça Libertadores em 2016. Após sorteio dos grupos realizado na noite desta terça-feira, em Assunção, no Paraguai, Grêmio e Palmeiras caíram em chaves difíceis, enquanto Atlético-MG e Corinthians têm caminho um pouco mais tranquilo. O São Paulo estreia logo na primeira fase, contra o Universidad Cesar Vallejo, do Peru.

A competição, em sua fase inicial, começa no dia 2 de fevereiro. Todos os brasileiros estreiam fora de casa. O São Paulo decide o confronto com os peruanos no Morumbi. Caso se classifique no mata-mata, entra no Grupo 1, com o atual campeão, River Plate, além de The Strongest, da Bolívia, e Trujillanos, da Venezuela.

Atual campeão brasileiro, o Corinthians está no Grupo 8, ao lado de Cerro Porteño, Cobresal, do Chile, e o vencedor do confronto Oriente Petrolero, da Bolívia x Independiente Santa Fe, da Colômbia.

O vice Atlético-MG terá pela frente Colo Colo, Melgar, do Peru, e o vencedor de Independiente Del Valle (EQU) x Guaraní (PAR). Os paraguaios eliminaram o Corinthians em 2015.

Palmeiras e Grêmio, que não eram cabeças de chave, têm adversários mais complicados. O Verdão está no Grupo 2 com Nacional, do Uruguai, Rosario Central, da Argentina, e o vencedor do confronto entre River Plate, do Uruguai, e Universidad de Chile. O Grêmio, no Grupo 6, enfrenta San Lorenzo, LDU e Toluca, do México.

Os potes 1, 2, 3 e 4 foram definidos de acordo com o ranking de clubes divulgado pela Conmebol na segunda-feira. Corinthians e Atlético-MG foram os brasileiros cabeças de chave, ao lado de River Plate, Boca Juniors, Peñarol, Nacional (Uruguai), Olimpia e San Lorenzo.

O ranking que serviu de ponto de partida para a distribuição das equipes nos potes foi elaborado em parceria com uma empresa, a Data Factory, e levou em conta três aspectos fundamentais: a pontuação histórica dos clubes, nas edições de 1960 até 2005; a pontuação dos últimos 10 anos, com peso maior e decréscimo de 10% a cada edição anterior – ou seja, o River Plate, atual campeão, teve 10% a mais em relação ao vencedor de 2014, o San Lorenzo, e assim por diante.

Além disso, títulos nacionais conquistados entre 2006 e 2015 também foram computados. Entre os brasileiros participantes, o São Paulo foi tricampeão e o Corinthians bi.

O diretor de competições da Conmebol, Hugo Figueiredo, admitiu que se discutiu uma mudança no chaveamento a partir das oitavas de final, com um sorteio nos moldes da Liga dos Campeões, mas ficou decidido que, ao menos para 2016, se manterá o sistema dos últimos anos, com o melhor primeiro colocado de grupo enfrentando o pior segundo, e assim por diante.

Fonte: Globo Esporte
Foto: A/D
Página anterior Próxima página