Esporte: Alan Fonteles volta com prata; Brasil chega a 135 medalhas no Parapan

Alan Fonteles volta com prata; Brasil chega a 135 medalhas no Parapan



No retorno a uma competição internacional após passar um período longe dos treinamentos, o campeão paralímpico Alan Fonteles ficou com a medalha de prata nos 100m rasos da classe T44 nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto (CAN), nesta terça-feira, com o tempo de 10s98. O americano Jarryd Wallace faturou o ouro, ao correr em 10s71, e quebrou o recorde mundial.

Até hoje, o brasileiro nunca conseguiu levar uma medalha dourada em Parapans. A próxima tentativa acontece nesta sexta-feira, nos 200m rasos. Foi a prova que lhe garantiu o lugar mais alto do pódio nos Jogos Paralímpicos de Londres, em 2012.

- Estou em busca do título no Mundial. Não que o Parapan não seja importante, mas quero o Mundial, que vai ser realizado mais ou menos em dois meses. É meu objetivo maior. O Parapan foi uma passagem - disse Fonteles, ainda longe da forma física ideal.

Também no atletismo, Yeltsin Jacques faturou os 5.000m da classe T12, ao completar a distância em 15m42s78. No lançamento de dardo classes F37-38. Shirlene Coelho levou a melhor. A modalidade ainda trouxe ouros com Silvania Oliveira (salto em distância - T11/12), Edson Pinheiro (100m rasos - T38), Gustavo Araujo (100m rasos - T13), Mateus Evangelista (100m rasos - T37), Terezinha Guilhermina (100m rasos - T11) e Felipe Gomes (400m rasos - T11).

Líder do quadro de medalhas, o Brasil chegou à marca de 100 láureas. O esporte que garantiu o feito foi a bocha, com o bronze de Marcelo dos Santos na classe BC4, no último dia da modalidade. Até o final do quarto dia de competições, o país liderava o quadro de medalhas, com 135 (55 ouros, 37 pratas e 43 bronzes), seguido por Canadá e EUA.

Na classe BC1 da bocha, José Chagas bateu o canadense Hanif Mawji e ficou com o ouro. Maciel de Souza venceu na BC2, após bater o também canadense Adam Dukovich. Em outro duelo contra os donos da casa, na BC3, Richardson Santos levou a melhor sobre Eric Bussiere. Eliseu dos Santos completou a festa brasileira, ao bater Euclides Diaz (COL) na BC4.

O levantamento de peso reservou duas medalhas no último dia. Joseano Felipe ergueu 200kg e foi campeão das categorias até 107kg e acima de 107kg. Na categoria até 88kg, Rodrigo Marques ficou com o bronze.

No tênis de mesa, o Brasil fechou o primeiro dia de disputas por equipes com cinco medalhas garantidas e confirmou a melhor campanha de um país na história da competição. Após os duelos desta terça, o pódio já é certo nas classes 1/2, 5, 6/8 e 9/10 masculinas e na 4/5 feminina. Dois ouros podem ser conquistados já nesta quarta.

As cinco medalhas se somarão às outras 24 conquistadas nas disputas individuais (dez ouros, oito pratas e seis bronzes), encerradas na segunda-feira. Ao todo, serão pelo menos 29 pódios, superando os 27 obtidos na edição de 2003. É o melhor desempenho do país na história do Parapan.

Na natação, o destaque foi Talisson Glock, que venceu a prova dos 200m medley da classe SM6, com 2m40s93, assegurando recorde continental.

Fonte: MSN
Foto: LanceNet
Página anterior Próxima página