Esporte: Lúcio ainda ganha mais de R$ 200 mil do Palmeiras e processará São Paulo

Lúcio ainda ganha mais de R$ 200 mil do Palmeiras e processará São Paulo



O zagueiro Lúcio tem contrato com o Palmeiras até o fim deste ano, mas não faz mais parte dos planos do clube e segue recebendo salário mesmo sem precisar trabalhar na Academia de Futebol. Chateado com a situação, o jogador mantém a forma física sozinho e avisa que vai processar o São Paulo por valores ainda não recebidos da época em que atuou no Morumbi.

"É mais do que isso (R$ 200 mil, que recebe do Palmeiras), mas não falarei quanto. E é bom esclarecer: continuo morando em São Paulo, não em Brasília, como falaram. Treino todo dia na academia e passo os fins de semana em Brasília, onde jogo bola com uns amigos", afirmou o zagueiro, em entrevista ao jornal Diário de S. Paulo.

Lúcio alega que só foi avisado de que não fazia parte dos planos de 2015 no dia 6 de janeiro e entende que isso dificultou para encontrar outra equipe, recebendo propostas de clubes menores de Estados Unidos, Alemanha e Itália. O zagueiro ainda afirmou que chegou a jogar no sacrifício no time alviverde, com distensão muscular.

Mesmo assim, o atleta esclarece que recebe "direitinho" o salário do Palmeiras, ao contrário do rival São Paulo, seu clube anterior. O pentacampeão diz que o time do Morumbi não o pagou parte dos salários de quando treinou afastado lá e nem o valor combinado em sua rescisão de contrato. Por isso, decidiu processar o clube.

"Já fizemos três acordos, mas eles começam a pagar e param. Com o São Paulo, não tem mais acordo. Agora é na Justiça. Faz nove meses que não pagam nada. E, quando me afastaram, disse que poderiam me pôr para treinar no horário que fosse, mas que cumprissem a parte deles", reclamou.

O zagueiro não soube dizer se houve algum problema de Rogério Ceni com sua contratação, como chegou a dizer o ex-técnico são-paulino Ney Franco. "O Rogério nunca me falou nada. Mas é verdade que ele é o ídolo do São Paulo e, aí, chegou outro cara com histórico vitorioso e de liderança, como eu. Então, pode ter ocorrido em algum momento divergência de opinião. Se aconteceu, talvez o treinador possa ter percebido e isso me atrapalhou, mas não sei", declarou.

Fonte: MSN
Foto: Gazeta Press
Página anterior Próxima página