Esporte: Por Neymar, ex-presidente do Barcelona pode ficar mais de sete anos na prisão

Por Neymar, ex-presidente do Barcelona pode ficar mais de sete anos na prisão



Neymar pode fazer com que o ex-presidente do Barcelona fica mais de sete anos na cadeia. A Procuradoria Anticorrupção da Espanha pediu nesta segunda-feira que Sandro Rosell pegue sete anos e três meses de prisão por conta de irregularidades na negociação que levou o astro brasileiro à Catalunha.

Além do ex-presidente, o atual mandatário do clube, Josep Maria Bartomeu, também está envolvido e com pena de prisão pedida, mas por menos tempo: dois anos e três meses.

O Barcelona também pode acabar pagando caro por conta das irregularidades. Segundo a agência Efe, o juiz Pablo Ruz também pediu no documento de acusação que o clube seja multado em 22 milhões de euros.

Rosell, Bartomeu e o Barcelona são acusados de sonegar cerca de 12 milhões de euros em impostos ao Ministério da Fazenda durante a negociação por Neymar.

Tendo deixado a presidência do clube em janeiro do ano passado, Sandro Rossell seria indiciado em três processos, e o clube em dois. Calcula-se que a fraude fiscal somente na transação do atacante brasileiro seja de 2,8 milhões de euros (o que equivale a cerca de R$ 9 milhões).

Perante a Justiça, o presidente azul-grená alegou, à época, que a contratação de Neymar não passou de 57 milhões de euros (cerca de R$ 192 milhões), quando as contas oficiais sugerem um valor de 94 milhões de euros (cerca de R$ 320 milhões) pela negociação.

Fonte: MSN
Foto: Getty
Página anterior Próxima página