Esporte: Williams é possibilidade para Fernando Alonso em 2015

Williams é possibilidade para Fernando Alonso em 2015



O mais novo rumor que circula pelo paddock da F1 sugere que o espanhol Fernando Alonso, atualmente primeiro piloto da escuderia Ferrari, poderia fazer uma surpreendente transferência para a equipe Williams na temporada de 2015. A insatisfação de Alonso com o time de Maranello e suas prováveis negociações para uma eventual saída já não são novidade. Porém, as especulações mais fortes indicam que o bicampeão estaria conversando mesmo com a McLaren.

Nessa semana, também, através da revista italiana Autosprint, surgiu a notícia de que Fernando Alonso teria em seu atual contrato uma cláusula que o liberaria do compromisso caso a Ferrari não consiga terminar o campeonato de 2014 entre os três primeiros colocados no Mundial de Construtores. Atualmente, a Ferrari ocupa a 4ª posição geral na tabela de classificação logo atrás – justamente – da Williams.

O time britânico mostrou uma evolução notável nas últimas provas do ano e já se destaca com o segundo melhor carro da F1 – depois da germânica Mercedes. E a perspectiva para o próximo ano é muito boa. Os engenheiros da Williams acreditam que o modelo FW37 (bólido de 2015) poderá ser muito mais eficiente – com um novo sistema de escape e uma melhor distribuição de peso no modelo.

Massa fica? – A pergunta no caso de uma transferência do espanhol para a equipe inglesa é: quem sai para a chegada de Alonso? As primeiras avaliações, em termos esportivos, indicam que o brasileiro Felipe Massa poderia perder sua vaga – já que Valtteri Bottas mostrou um crescimento e uma performance acima da média nesse ano. A equipe está investindo há alguns anos na carreira do finlandês.

Por outro lado, o custo para contar com Alonso é muito alto. O bicampeão do mundo não abriria mão de seu salário milionário e isso pode ser um entrave numa possível negociação. Alonso conta com a simpatia (e investimento) do banco espanhol Santander desde os tempos de McLaren. Mas resta saber como a instituição financeira iria rever seu atual compromisso com a escuderia Ferrari.

Já Massa conta com apoio de duas empresas estatais brasileiras – o Banco do Brasil e a Petrobras – que já investem bastante na Williams e têm planejamento para a próxima temporada.

Fonte: UOL
Foto: Divulgação
Página anterior Próxima página