Esporte: Caso não é arquivado, e Messi deve ir a julgamento por fraude fiscal

Caso não é arquivado, e Messi deve ir a julgamento por fraude fiscal



Um juiz de Barcelona recusou, nesta segunda-feira, o pedido feito pelo Ministério Público para o arquivamento da acusação de fraude fiscal contra Lionel Messi. Desta forma, o jogador deve ir a julgamento, junto do pai, Jorge Messi, por crimes contra a Fazenda.

Os delitos, que teriam sidos cometidos entre 2007 e 2009, teriam relação com o pagamento de impostos sobre os direitos de imagens recebidos pelo argentino no clube catalão.

Na decisão, o magistrado deu um prazo de dez dias para que ocorra a abertura do julgamento ou o fim do processo. Por considerar que existem indícios suficientes de que Messi estava ciente das fraudes tributárias executadas pelo pai, o juiz se recusou a arquivar o caso, que também pode complicar o Barcelona, por sua possível conivência com o esquema.

Ao todo, o craque e o pai teriam evadido mais de 4 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,9 milhões) através da criação empresas fictícias para as assinaturas de contratos. Apesar de o atleta ter sanado a dívida com o Estado recentemente, o juiz não considerou isso relevante para o fim da investigação.

Fonte: MSN
Foto: Alex Livesey / Getty Images
Página anterior Próxima página