Esporte: Governo paga viagem e jornalistas gringos sofrem tentativa de assalto no RJ

Governo paga viagem e jornalistas gringos sofrem tentativa de assalto no RJ



Para divulgar os destinos turísticos de três cidades-sede da Copa do Mundo e melhorar a imagem do Mundial e do Brasil no exterior, o governo federal resolveu trazer seis jornalistas estrangeiros para uma viagem de luxo ao país em março, mas o tiro saiu pela culatra, o grupo de correspondentes, todos de grandes veículos da imprensa internacional, sofreu uma tentativa de assalto no Rio de Janeiro. Além da capital fluminense, os jornalistas da Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos conheceram Manaus e Fortaleza.

Tudo havia corrido bem até a parada final do roteiro de sete dias (do dia 16 ao dia 22 de março) no Rio de Janeiro. Em sua primeira noite na cidade, os jornalistas resolveram ficar um pouco mais no restaurante em que jantavam e depois voltar andando pela praia de Ipanema até o hotel onde estavam hospedados, sem a companhia de representantes do governo brasileiro.

No meio do caminho, por volta das 2h, foram abordados por um grupo de adolescentes armados com facas, que prontamente começaram a arrancar os relógios dos pulsos e enfiar as mãos nos bolsos dos jornalistas enquanto os rendiam. Assustados, os estrangeiros começaram a gritar e foram socorridos por transeuntes, que se aproximaram da cena e espantaram os ladrões, que fugiram sem levar nada.

A viagem foi uma iniciativa da Embratur (Empresa Brasileiro de Turismo) com a Secretaria de Comunicação Internacional da Presidência da República. Este tipo de ação é comum mundo afora. Mas neste caso, o esforço de propaganda e divulgação internacional do Brasil e da Copa têm resultados questionáveis, considerando o susto no Rio de Janeiro e o que foi publicado no exterior sobre a viagem.

A aventura da tentativa de assalto acabou integrando a reportagem que o jornalista Ian Hebert escreveu para o jornal inglês "The Independent" no dia 23, com o título "Copa 2014: é caos no Brasil, mas não entre em pânico". A reportagem, bem-humorada, além de falar sobre a tentativa de assalto, versa sobre o atraso na entrega dos estádios e os problemas de infraestrutura nacionais, como demoras e caos nos aeroportos e a debilidade dos sistemas de transporte público.

Fonte: UOL Esporte
Foto: Reprodução
Página anterior Próxima página